Seguidores

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

SONETO DE UM AMOR DISTANTE - soneto

SONETO DE UM AMOR DISTANTE


Como é lindo o amor que a gente faz
O desejo no olhar se renova a cada dia
Nossos corpos se querem muito mais
Embolado no envolvo de pura magia

Nosso amor é único nessa distancia
A que separam os nossos beijos doces
Nosso amor aquece em relevância
A vontade imensa que a saudade trouxe

Onde nesse mundo cabe amor assim?
Amor de entrega sem ter um fim
Onde nesse mundo vai caber o nosso amor?

Por que linda é a nossa paixão sem dor
Onde caberiam dois corpos duas paixões?
Caberiam a metade em cada um de nossos corações.


Artur Cortez

Nenhum comentário: